Show simple item record

dc.creatorCunha, Cenira Maria Lupinacci
dc.creatorDe Oliveira, Regina Célia
dc.date.accessioned2021-02-10T04:22:05Z
dc.date.available2021-02-10T04:22:05Z
dc.date.created2015
dc.identifier.isbn978-8-568-33455-3
dc.identifier.otherhttp://books.scielo.org/id/wg6rs
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/20.500.12010/17179
dc.format.extent251 páginasspa
dc.format.mimetypeapplication/pdfspa
dc.language.isoengspa
dc.publisherScielo Books -- Editora UNESPspa
dc.subjectUrbanizaciónspa
dc.titleBaixada Santista: uma contribuição à análise geoambientalspa
dc.subject.lembActividad turísticaspa
dc.subject.lembAmbientes costerosspa
dc.subject.lembMedioambientalspa
dc.rights.accessrightsinfo:eu-repo/semantics/openAccessspa
dc.rights.localAbierto (Texto Completo)spa
dc.identifier.doi10.7476/9788568334553
dc.description.abstractenglishOs ambientes litorâneos foram os primeiros ocupados pelo homem europeu no Brasil e apresentam, nos dias atuais, elevados índices de urbanização.Tais ambientes possuem elevado grau de suscetibilidade ambiental devido as suas características intrínsecas, tais como propriedades litológicas, hidrológicas, geomorfológicas, climáticas e biogeográficas. É neste contexto que se insere a região litorânea do estado de São Paulo, na qual a intensa atividade turística, os portos, as indústrias e o desenvolvimento urbano, associados a sua fragilidade, geram um alto grau de alteração. Na Baixada Santista, localizada no setor central do litoral do estado, a problemática principal relaciona-se à urbanização sobre os terrenos planos e inconsistentes da planície quaternária e sobre as vertentes íngremes dos Morros Isolados. Assim, têm-se problemas relacionados a enchentes, movimentos de massa nas encostas e instabilidade das fundações das construções. Diante desse cenário, os projetos de planejamento devem considerar que a qualidade de vida de moradores e turistas depende de ações adequadas, fundamentadas em bases sólidas de conhecimento, visando à conservação e manutenção das características ambientais. Os estudos que integram esta obra investigam as interações entre as características físicas da Baixada Santista e a ocupação desses terrenos. Ao analisar tais interações, busca-se realizar um diagnóstico das condições ambientais da Baixada Santista, apontando problemáticas ambientais municipais a serem gerenciadas pelo poder público nos processos de planejamento.spa
dc.type.coarhttp://purl.org/coar/resource_type/c_2f33spa
dc.rights.creativecommonshttps://creativecommons.org/licenses/by/4.0/legalcode


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record